Você conhece a tradição de São Nicolau e seus fiéis ajudantes? Uma das épocas mais divertidas e gostosas (literalmente) de Holambra! Bora que eu te conto tudo!
São Nicolau revisando a lista de presentes na Holanda

Esta é uma das épocas do ano que eu mais gosto, pois, com a chegada dos Piets, vamos entrando no clima de final de ano. Muitas lembranças me vêm à memória, dos tempos em que eu mesma era pequenina e vivenciava a tradição.

Eu, de vestido branco e rosa (claro!), com 4 anos (acho), e meus irmãos, abrindo os presentes que São Nicolau nos trouxe! (Foto: arquivo pessoal)

E, olha, dava trabalho, viu? Antes de mais nada, a gente precisava se comportar bem, pois os Pedros Negros estavam nos observando, e sabiam tudo o que nós fazíamos! Depois, passava horas colorindo desenhos, que eram colocados na janela do nosso carro ou no sapatinho. São Nicolau era exigente! Gostava de agrados para seu cavalo também! Então eu ia até o quintal, pegava tiririca (que tínhamos em abundância) e cenoura, e montava uma verdadeira escultura de alimentos (Mas isso era eu que gostava de fazer…)!

Tia Ivonne ajudando os sobrinhos a colorir desenhos para colocar no sapatinho. (Foto: arquivo pessoal)

Músicas nós aprendíamos na escola, com a professora Hilda, que nos ensinava as canções em holandês. É claro que as que mais cantávamos era em português, mas até hoje sei as letras de cor. E então, eu passava as tardes no jardim, cantarolando para cima e para baixo, para que os Piets escutassem e me trouxessem balinhas à noite.

Depois de pronto, é só colocar no sapatinho e torcer para que os Piets passem trazendo balas! (Foto: arquivo pessoal)

As tradições também mudam de casa para casa. Na minha, a gente comia a boneca de speculaas na hora do café e pronto. Pouco tempo atrás, soube de um novo ritual, onde o patriarca da família deveria dar um soco na bolacha, para quebrá-la em partes. Ele ainda poderia escolher o seu pedaço, antes dos demais!

Kelly, Frank e eu, na Martin Holandesa, tentando quebrar a boneca de São Nicolau. (Foto: arquivo pessoal)

A magia de Sinterklaas vai muito além de ganhar doces e presentes. Aliás, nunca foi pelo presente. São três semanas de alegria, de criançada bem comportada e de família reunida. É sobre estar em volta da mesa, provando os sabores que só existem nessa época do ano, ao lado das pessoas que amamos. É sobre criar novas tradições, histórias e lembranças, que vão ficar na memória. É um período de resgate da cultura de nossos antepassados, que nos foram passados, geração após geração.

Eu, na Holanda, em 2006, lendo o meu gedichtje (um tipo de poesia que escrevemos para entregar o presente). (Foto: arquivo pessoal)

Aliás, até mesmo quem não cresceu participando da tradição, acaba entrando na brincadeira! Moradores e turistas também ganham balas na rua e se encantam com a festa! Cabe a nós ajudar a divulgar a tradição, desmistificando mal-entendidos, resgatando sua essência – que é o que mais importa, afinal.

Que possamos aproveitar o espírito da festa, a leveza da brincadeira e a alegria das crianças para colorir nossos dias neste fim de novembro!

Deixe seu comentário

Você também pode se interessar por...

Ivonne

Ivonne

Antes de mais nada, apaixonada por Holambra! Mas também moradora, turismóloga & empresária.

Posts Recentes

Tá rolando...

Inscreva-se na minha Newsletter

Fique por dentro de tudo o que acontece na Cidade das Flores!

Rolar para o topo